Controle Remoto

Conceito

O conceito clássico do controle remoto é o de um aparelho que emite comandos a serem executados por um aparelho localizado a uma certa distância do controle e que é dotado de um receptor para tais comandos.

Tipicamente, a emissão e consequente recepção ocorrem sem fio e através do uso de raios infravermelhos e o aparelho é um televisor ou algum outro eletrônico de consumo. Nos primeiros aparelhos televisores, controlavam-se apenas o volume e a troca de canais.

O que poucos sabem é que o conceito de controle remoto é anterior à existência da eletrônica de consumo: o primeiro de tais aparelhos foi utilizado pelo cientista Nikola Tesla no final do século XIX para controlar um barco – o “teleautômato” – por ondas de rádio.

Nos anos 30 do século passado, surgiram os primeiros modelos de rádio dotados de controle remoto, inicialmente através de fios, depois através de radiofrequência. O primeiro controle remoto para TV foi desenvolvido pela Zenith Radio Corporation, isto já nos anos 50.

O conceito de controle remoto foi expandido para outras esferas da eletrônica com a companhia CL9, do cofundador da Apple Steve Wozniak. A ideia por trás do novo conceito era a de que o remoto poderia “aprender” os sinais de comando de diversos dispositivos, recebendo códigos de software atualizados através da ligação do controle a um computador.

Universalização

Com o surgimento de equipamentos mais complexos, como os home theaters, por exemplo, passou-se a ter mais de diversos controles remotos em uso (receptor de cabo/satélite, VCR, DVD player, TV, amplificador, Blu-ray). Esta multiplicidade de controles pode tornar confuso seu uso concomitante e passou a fazer mais sentido o conceito dos controles remotos universais, como o de Steven Wozniak – dispositivos únicos seriam capazes de controlar diversos equipamentos.

Mais à frente, já no século XXI, a introdução de software de controle remoto de diversos equipamentos em smartphones e tablets permitiu a estes tornar-se controles remotos universais, mais uma vez diminuindo a quantidade de equipamentos de que o usuário tem que se valer para comandar seus eletrônicos. O controle passou a ser feito por ondas de rádio (tecnologia Wi-Fi, Bluetooth ou outras), utilizando-se, quando necessário, interface infravermelho para os aparelhos que trabalhem com esta faixa de frequências. Interfaces gráficas amigáveis baseadas essencialmente em Windows, iOS ou Android e operadas através de touchscreens (teclados virtuais) são responsáveis pela emissão de comandos.

Depois vieram o reconhecimento de gestos/sensor de movimento (como o Kinect), reconhecimento de voz ou – ainda em fase mais embrionária – das ondas cerebrais.

No que tange à distância a partir da qual é possível se controlar remotamente os equipamentos, a conexão à internet ou a uma interface de telefone celular possibilita que se tenha um controle remoto universal de alcance intercontinental.

Desta forma, no caso da automação residencial (ou corporativa), pode-se ter uma única interface controlando equipamentos de iluminação, sonorização, climatização, home theaters e outros, a partir de qualquer ponto do planeta.

(Fontes: http://en.wikipedia.org/wiki/Remote_control  e http://pt.wikipedia.org/wiki/Controlo_remoto)

Anúncios

Sobre Roberto Blatt

Sou formado em Engenharia Eletrônica pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (POLI-USP), tenho M.S. in Computer Systems and Information Technology pela Washington International University e MBA em Administração de Empresas pela FGV. Tenho mais de 25 anos de experiência profissional na área Administrativa Financeira, desenvolvidos em empresas nacionais e multinacionais dos segmentos automotivo, eletroeletrônico e serviços, vivenciando inclusive o start-up, dentro dos aspectos administrativos e financeiros e tendo atuado na gestão de equipes das áreas Administrativa, RH e Pessoal, TI, Financeira, Comunicação e Compras. Professor no Pós-Admn da FGV em Liderança & Inovação e Gestão de Pessoas. Para acessar meu blog com comentários e críticas sobre cinema, cliquem aqui ou, para artigos sobre Administração, Tecnologi a eresenhas de livros, em aqui .
Esse post foi publicado em Tecnologia, Tendências, TI / Informática e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s